Paulo Leminski: “uma verborreia infindável”

1 min read

“Uma pedra no meio do caminho” e “uma bebedeira verbal” são algumas das designações que ao longo dos anos têm sido atribuídas a Paulo Leminski e ao seu livro “Catatau”. A obra levou oito anos a escrever, foi um sucesso estrondoso e, desde esse ano de 1975, data em que foi editado esse livro inaugural da carreira literária de Leminhski, o autor ocupa um lugar central no panorama das Letras contemporâneas brasileira.

Eis, em síntese, as razões que explicam a sua escolha para abrir o ciclo “Diálogos Atlânticos”, que uma vez por mês aqui marcam animada a instigante presença. A iniciativa resulta de uma parceria entre sinalAberto e o Gabinete Português de Leitura da Bahia. O resto, está nesta emissão de cerca de 60 minutos que convidamos a ver.



Dia 30 de junho, 22horas (Portugal), 18h (Brasil), tem lugar a 2ª emissão, dedicada a Valter Hugo Mãe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *