O poeta que fez companhia a Virginia Woolf

2 min read

Este poema pertence a um livro de poesia do poeta inglês Neil Curry. O livro chama-se On keeping company with Mrs Woolf e trata-se de um ciclo de poemas que são um diálogo com a escritora Virginia Woolf.

Quando lhe pergunto como lhe surgiu a ideia de escrever o livro diz-me:

Leia o poema da página 15.



*“como adormecer…”  São palavras minhas postas na sua boca. Lembro-me de onde e quando. Durante um retiro em Buckfast Abbey, sentado junto ao açude, vi o pica-peixe e escrevi, na terceira pessoa, o que viria a ser o poema final do livro.  Pensei no suicídio mas não tencionava escrever um poema sobre o suicídio. Tive a ideia de uma sequência imediatamente. Ocupou-me durante 18 meses.

Os poemas focam muitos aspectos da vida de Virginia Woolf: a família, o Bloomsbury group, as suas opiniões sobre livrarias, criados, coisas que esquecemos, cartas…

Durante meses li cartas, diários, ensaios e romances. Deixei que o seu trabalho me absorvesse inteiramente, mantive uma fotografia na minha secretária e usei outra como marcador. Uma obsessão. Encontrei uma gravação num website e ouvi a sua voz.



Escrevendo sobre Virginia Woolf, Neil Curry escreve também sobre si próprio, não dando apenas opiniões.  Há alusões a um livro sobre Horace Walpole que está a escrever, a um exemplar especial de The death of the moth,a um tesouro, à sua incapacidade para em certa altura ler The waves. No poema Sobre andar a pé, “quando atravessei a Espanha a pé” é uma referência à sua experiência no Caminho de Santiago.




Francisco José Craveiro de Carvalho (poeta e tradutor; é professor jubilado de matemática)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *